Joel, Felipe… Flamengo vai reencontrar velhos conhecidos no time do Boavista

27/01/2017 - Reportagem: Globoesporte.com


Quando a bola rolar para Flamengo e Boavista neste sábado, pela primeira rodada do Campeonato Carioca, o torcedor rubro-negro vai reencontros velhos conhecidos no time adversário. Reforçado para o estadual, o Verdão de Saquarema conta com sete nomes que já estiveram do outro lado: o goleiro Felipe, os zagueiros Anderson Luiz, Gustavo Geladeira, Renato Silva, e os meias Erick Flores e Fellype Gabriel, além, é claro, do técnico Joel Santana.

Por conta disso, o GloboEsporte.com vai recordar a passagem de todos eles pelo Rubro-Negro, como você pode conferir abaixo:

Anderson Luiz
Anderson Luiz foi formado na base do Flamengo na mesma geração que revelou nomes como Andrezinho (Vasco), Victor Simões (ex-Botafogo e Figueirense), André Bahia e Ibson, por exemplo. Pelo time principal, chegou a receber algumas oportunidades na temporada 2002 durante a Libertadores e o Brasileiro. Deixou o Fla em 2004, rodou por diversas equipes do futebol brasileiro e hoje é um dos jogadores mais identificados com a camisa do Boavista, onde atua desde 2015.

Anderson Luiz foi formado pelo Fla no início dos anos 2000 (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Gustavo Geladeira
Gustavo Gustavo defendeu as cores do Flamengo em 2011 após se destacar pelo próprio Boavista no Campeonato Carioca. Depois de um início promissor no Rubro-Negro, o zagueiro, no entanto, acabou se envolvendo em uma polêmica com o atacante Liedson, do Corinthians, e perdeu espaço na equipe, onde ganhou o apelido de “Geladeira” pelo porte físico. Deixou o Fla em 2012. Hoje, aos 30 anos e após passagem por Orlando City-EUA, Vila Nova-GO e Ceará, tem um novo reencontro contra o antigo clube.

Gustavo ganhou o apelido de Geladeira durante a discreta passagem pelo Flamengo (Foto: Vipcomm)

Renato Silva
Rodado pelos quatro grandes do Rio, Renato Silva viveu a sua primeira experiência no futebol carioca pelo Flamengo, onde chegou em 2005 vindo do Belenenses, de Portugal. Pelo Rubro-Negro, rapidamente conquistou a condição de titular e viveu o seu melhor momento em 2006, quando foi titular na campanha que culminou com o título da Copa do Brasil daquele mesmo ano. Em 2007, trocou a Gávea pelas Laranjeiras e acabou indo para o Fluminense. Desde então, jogou por times como São Paulo, Botafogo e Vasco. Acertou com o Boavista após defender o Brasiliense em 2016. Está com 33 anos atualmente.

Rodado pelos quatro grandes do Rio, Renato Silva defendeu o Fla por dois anos (Foto: Gustavo Garcia/ GloboEsporte.com)

Erick Flores
Em uma das gerações mais vitoriosas na história da base do Flamengo, que revelou, por exemplo, Renato Augusto, Kayke e Paulo Victor, Erick Flores era tido como joia. Tanto que, ainda cedo, despertava os olhares de diversos clubes do exterior. A expectativa sobre o meia, no entanto, jamais se confirmou. Promovido ao elenco principal em 2008, chegou a fazer parte do grupo campeão brasileiro de 2009, mas não empolgou de fato. Deixou o clube para defender diversas equipes por empréstimo: Ceará, Náutico, Avaí, ABC e Fortaleza. Aos 27 anos, vai para a sua quarta passagem pelo Boavista. Estava fora dos gramados desde meados de 2016, quando se lesionou no futebol albanês, pelo Kükesi.

Erick Flores chegou a ser campeão brasileiro pelo Flamengo em 2009 (Foto: Globoesporte.com)

Fellype Gabriel
Assim como Erick Flores, outro nome que foi formado na base e cresceu tomado de expectativa foi o de Fellype Gabriel. Com passagem pela seleção de base, foi promovido ainda cedo ao time de cima do Flamengo, em 2005. Chegou a receber algumas oportunidades, mas só conseguiu a afirmação longe da Gávea. Após empréstimos a Cruzeiro, Lusa e para o futebol português, ganhou destaque com a camisa do Kashima Antlers-JAP e do Botafogo. Nas últimas temporadas, sofreu com as lesões vestindo as camisas de Palmeiras e Vasco e, agora, aos 31 anos, tenta uma retomada na carreira.

Fellype Gabriel subiu ao elenco profissional do Flamengo em 2005 (Foto: Agência Globo)

Felipe
Dos jogadores citados, quem mais conseguiu se identificar com a camisa do Flamengo foi Felipe. O goleiro chegou ao clube em 2011 e foi titular por quase quatro temporadas. Pelo Rubro-Negro, foi bicampeão do Carioca (2011 e 2014) e faturou o título da Copa do Brasil de 2013. Foram 188 jogos com a camisa rubro-negra, com 91 vitórias, 54 empates e 43 derrotas. Deixou o clube em 2014 e vai jogar pela primeira vez o Carioca. Tem 32 anos hoje.

Felipe foi bicampeão carioca e campeão da Copa do Brasil pelo Flamengo (Foto: Agência Estado)

Joel Santana
Irreverente e folclórico, Joel Santana já esteve à frente do Flamengo em cinco oportunidades. Na primeira delas, em 1996, foi campeão carioca. Em 1998, teve uma discreta passagem durante o Campeonato Brasileiro. O retorno dele ao clube só aconteceu em 2005, quando conseguiu livrar o Fla de uma iminente queda no Campeonato Brasileiro após uma incrível arrancada final. Em 2007, voltou à Gávea novamente para tirar a equipe da luta contra a queda no Brasileiro. Mas foi além: levou o clube à Libertadores do ano seguinte. Ainda foi campeão carioca em 2008. Sua última passagem pelo Flamengo aconteceu em 2012, quando teve um fraco retrospecto na Libertadores, no estadual e no Brasileiro.

Última passagem de Joel pelo Flamengo aconteceu em 2012 (Foto: Bruno Turano / Ag. Estado)

Últimas notícias do BoaVista...